Unidade Acadêmica

Instituto de Psicologia

IP
por Portal IP
Publicado: 26/10/2017 - 01:31
Última modificação: 13/07/2021 - 16:39

Competências:

No exercício de suas competências, o Instituto de Psicologia exercerá as seguintes funções no âmbito da Psicologia:
I. ministrar cursos de graduação e programas de pós-graduação;
II. promover e desenvolver atividades de pesquisa cientifica e de produção de conhecimento;
III. ministrar cursos de pós graduação lato sensu;
IV. ministrar cursos seqüenciais e de educação a distancia;
V. promover e desenvolver atividades de extensão;
VI. ministrar para toda a UFU, as disciplinas relacionadas com a(s) área(s) de Psicologia;
VII. propiciar a colaboração técnica, cientifica e didática às demais Unidades Acadêmicas da UFU, bem como assistência da
mesma natureza a entidades públicas e privadas;
VIII. prestar serviços de extensão às comunidades internas e externas à UFU;
IX. colaborar no ensino da educação básica e da educação profissional mantido pela UFU; e
X. outras funções relacionadas com a área da Psicologia, observadas as disposições legais pertinentes

Apresentação:

Criado em 13 de novembro de 1975, o Curso de Psicologia da Universidade Federal de Uberlândia (UFU) teve início efetivo no primeiro semestre de 1976. À época da criação, fazia parte da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Uberlândia, que, juntamente com outras quatro faculdades particulares, formaram a Universidade de Uberlândia (UnU). Desde sua criação, localiza-se na avenida Pará,1.720, no bloco 2C do Campus Umuarama. As fundadoras do curso foram as irmãs missionárias de Jesus Crucificado, principalmente a irmã Ilar Garotti, que dirigiu a Faculdade de Filosofia por 15 anos.

A responsável pela implantação do curso foi a professora Maria de Lourdes Miranda Garcia, pedagoga e mestre em Psicologia da Educação. Compunham o quadro docente inicial do curso as professoras: Luzia Marivalda Barreiro, Quinha Luiza de Oliveira, Myriam Silveira Viana, às quais se juntaram posteriormente Hermenegilda Lemos dos Reis, Suely Assis de Godoy Pagotti, João Francisco Duarte Júnior, Heliana Ometto Nardini e Maria do Carmo Fernandes Martins.

O curso, inicialmente de licenciatura em Psicologia, foi criado com o objetivo de suprir a necessidade de docentes para exercício em escolas de segundo grau que ofereciam curso de formação de professores. Havia ainda a expectativa de que o curso de licenciatura abrisse caminho para que seus concluintes prosseguissem os estudos visando à obtenção do grau de psicólogo, atendendo assim a uma demanda dos municípios da região. O contexto local da época era marcado por um forte caráter expansionista do município, dos pontos de vista político e econômico, em função do crescimento de Uberlândia e da sua crescente influência na região, fazendo-se necessário também um desenvolvimento educacional e cultural. A relevância do curso de Psicologia da UFU para a institucionalização e expansão da psicologia torna-se evidente pelo fato de ter sido um dos primeiros cursos de Psicologia oferecidos no interior de Minas Gerais. Aponta-se, também, como característica marcante do curso, desde seus primórdios, a presença da prática através dos estágios profissionalizantes e da promoção da extensão universitária.

Em 1977, ocorreu a I Semana Científica de Psicologia, evento que passou a ser realizado periodicamente, contando posteriormente com a participação do Diretório Acadêmico de Psicologia da UFU em sua organização. A habilitação Formação em Psicólogo foi autorizada em 1978, e em 1981 o curso foi reconhecido em suas duas habilitações pela Portaria 212/81, publicada no Diário Oficial da União de 04/03/1981. Administrativamente, o curso pertencia ao Departamento de Psicologia e em 1978, com a federalização da UFU, passou a pertencer ao Centro de Ciências Humanas e Artes. Em 1979, foi inaugurado o Laboratório de Psicologia Experimental, primeiro Laboratório próprio do curso. Em 1980, entrou em funcionamento a Clínica de Psicologia, visando fornecer subsídios para a realização de estágios profissionalizantes na área clínica, oferecendo-se, através desta, atendimento psicológico à população de Uberlândia. Observou-se haver uma procura inicial maior por moradores dos bairros vizinhos ao campus.

Em 1990, foi criada a habilitação em bacharelado, modalidade que se tornou obrigatória; a partir dela, o aluno podia optar pelas demais. A década de 1990 foi marcada por grande expansão do curso chegando a um ponto em que a quantidade de professores trazia a possibilidade de que o Departamento de Psicologia fosse dividido em dois, o que ocorreu em 1993, visando estrategicamente ao aumento dos recursos financeiros e a uma maior autonomia e mobilidade para capacitação de seu corpo docente. Surgiram assim, o Departamento de Psicologia Social e Organizacional (DEPSOE), o qual agregava as áreas do trabalho, social e de avaliação psicológica, e o Departamento de Psicologia (DEPSI) englobando o núcleo básico do curso e área clínica. Em 1999, a UFU extinguiu os centros de sua estrutura e as unidades acadêmicas passaram a agrupar os cursos. Neste momento, foram unificados os dois departamentos de Psicologia, sendo instituída a Faculdade de Psicologia (FAPSI) da Universidade Federal de Uberlândia, cujos objetivos, condizentes com o regimento interno da universidade, passaram a ser: produzir, sistematizar e transmitir conhecimentos nas áreas de psicologia; promover aplicação prática do conhecimento nas áreas de psicologia, visando a uma melhoria da qualidade de vida em seus múltiplos e diferentes aspectos, na nação e no mundo; promover a formação humana para o exercício profissional nas áreas de psicologia, bem como a ampliação e o aprofundamento  dessa formação, desenvolver e estimular a reflexão crítica e a criatividade; ampliar a oportunidade de acesso à educação superior; desenvolver o intercâmbio cultural e científico; buscar e estimular a solidariedade na construção de uma sociedade democrática e justa, no mundo das interações humanas e do trabalho; preservar e difundir os valores éticos e de liberdade, igualdade e democracia.

Em 14 de novembro de 2002, foi criado o Programa de Pós-Graduação em Psicologia – Mestrado, com área de concentração em Psicologia Aplicada, cujas atividades começaram em 5 de maio de 2003. Em virtude dessa expansão, a Resolução 11 de 2204 do Conselho Universitário da UFU mudou a denominação de Faculdade de Psicologia para Instituto de Psicologia (IPUFU). A partir de então, foram definidos cinco núcleos: de Psicologia Social e do Trabalho, de Psicologia da Intersubjetividade, de Psicologia Preventiva e da Saúde, de abordagens Cognitivas e Psicobiológicas e de Psicologia Escolar e Educacional.

 

Pereira, M.S. (2011). Instituto de Psicologia da Universidade Federal de Uberlândia. In Jacó-Vilela, A. M. (Org). Dicionário Histórico de Instituições de Psicologia no Brasil. Rio de Janeiro: Imago.

Ocupantes e cargos:
Veja as informações em Equipe.

Legislações:
Veja as informações em Legislação

Horário de atendimento: 
Segunda à Sexta-feira - 8:00h às 12:00h e 13:00h às 17:00h
Coordenador do Programa de Pós-graduação: Ederaldo José Lopes
Coordenador da Clinica Psicológica: Ricardo Wagner Machado da Silveira
Coordenadora do Curso de Graduação:
+55 34 3225-8509 R:8509
+55 34 3225-8516 R:8516
+55 34 3225-8508 R:8508
+55 55 3425-8507 R:8507
Secretaria do Instituto de Psicologia
Marina Calixto
+55 34 3225-8505 R:8505
Endereço: 
Campus Umuarama - Bloco UMU2C - Sala 36
Av. Maranhão - S/N - Esquina com Rua Ceará - Bairro Umuarama
Uberlândia - MG - CEP 38405-318